divisoria

Cambagem - O Guia Definitivo

Postado em:
blog1

O Que é Cambagem, Para Que Serve e Quando Fazer?

Muitas pessoas têm dúvida sobre o que é cambagem.

O procedimento nada mais é do que a centralização do pneu.

Ainda confuso? Vamos explicar.

Na suspensão, o pneu tende a inclinar numa variação positiva ou negativa.

E para o carro funcionar perfeitamente, os pneus do lado esquerdo e os pneus do lado direito devem estar alinhados.

Mas para que não reste dúvidas sobre o que é cambagem, mostraremos de uma forma mais abrangente, considerando seus diferentes efeitos.


O Que É Cambagem Nula?
Acontece quando as rodas estão perpendiculares ao solo. A direção fica mais pesada devido a maiores cargas verticais.

O Que É Cambagem Negativa?
Quando as rodas estão mais próximas uma da outra na parte superior do pneu. Ela pode aumentar o desgaste interno no pneu. Isso acontece porque o pneu irá transferir mais para a parte interna em condições normais de condução.

Você deve definir um equilíbrio adequado para o bem dos seus pneus. Ajustar a curvatura faz parte do trabalho de alinhamento.

Quando não há o devido alinhamento, a cambagem acaba por desgastar rolamentos e juntas esféricas que são necessários para o bom manejo rodoviário.

Cambagem nula, negativa… Mas o que é cambagem positiva? Vamos descobrir!

O Que É Cambagem Positiva?
Quando as rodas estão mais afastadas na parte inferior do que na superior, reduzindo assim o desgaste nas articulações da direção, tornando-a muito mais leve. Isso é cambagem positiva.


Cambagem é Mesmo Necessária?
Entenda a importância da cambagem dos pneus do seu veículos
Agora que já entende o que é cambagem, alinhamento e balanceamento, fica a dúvida sobre a validade desse primeiro processo.

Ele pode não ser necessário no sentido de que você não vai ficar “na mão” pela falta dele.

Contudo, você realmente precisa saber o que é cambagem e para que ela serve.

É claro que é mais barata e bem mais prática do que ser obrigado a comprar um pneu novo.

Já pensou nisso?

E, quem sabe, até mesmo trocar todo o sistema de eixo. Dureza para o bolso, não é mesmo?

Por isso, iremos destacar mais alguns motivos para fazer a cambagem.


Um Pouco De Técnica Para Entender A Cambagem
Embora o pensamento convencional possa levar a acreditar que a roda é perfeitamente perpendicular à estrada, muitas vezes, fazemos a cambagem intencionalmente.

Isso acontece ao inclinar ligeiramente para contrariar as forças transmitidas pelo eixo.

Se a parte superior do pneu estiver inclinada mais perto do centro do carro, essa roda particular e pneus exibem o que é chamado de curvatura negativa.

A curvatura positiva, por outro lado, tem o topo da roda apontada para fora.

Enquanto aprofundamos os méritos da cambagem negativa, também há benefícios para algumas curvas positivas nas estradas.

A curvatura negativa é a característica geralmente desejada na condução de desempenho.

Quando usamos esse termo, estamos nos referindo à cambagem negativa estática.

Ou seja, a roda e o pneu devem exibir alguma curvatura negativa enquanto está sentado.

Quando você se posiciona em um canto, as leis da física têm você, as rodas e os pneus empurrados para o lado de fora da esquina.

Quando as rodas e os pneus são empurrados para fora e o corpo do carro rola, o remendo de contato ou a área do pneu entra em contato com a superfície da estrada.

Isso diminui significativamente à medida que o carro roda sobre o seu eixo externo.

A cambagem elétrica estática deve corrigir qualquer efeito que a inclinação e a carga lateral tenham na roda e no pneu.

Como resultado, surge um pneu quase nivelado e o melhor patch de contato (pegada do pneu) possível.

Vamos Simplificar?
A curvatura negativa ajuda a neutralizar a tendência natural de um pneu rodar no seu eixo externo.

Isso mantém o remendo de contato diretamente na estrada, fazendo o veículo possuir maior velocidade e aderência nas curvas.

Como regra geral, um carro que tem como propósito apenas o deslocamento deve ter um mínimo de curvatura negativa.

Isso, é claro, a menos que não se importe em substituir os pneus regularmente.

Tema Envolve Discussões
Muitos são contra a cambagem, pois acreditam que estraga o eixo do veículo, fazendo o proprietário gastar o dobro com manutenção.

Mas não é bem assim.

A cambagem é mais barata, mais rápida e para muitos deixa o carro esteticamente melhor.

É claro que essa é uma análise genérica. Cabe a você se informar e decidir sobre o que é ou não melhor para o seu veículo.

Apenas lembre que, tanto na troca de pneu quanto na cambagem, ambos precisam ser realizados em oficinas certificadas e por bons profissionais.

Nada de arriscar a sua segurança, pois pneu é coisa séria.

E o barato costuma sair caro, não esqueça.


Quando Fazer A Cambagem?
Primeiramente, não é uma boa ideia tomar essa decisão sozinho
Peça ajuda de um profissional capacitado de sua confiança.

Ajustar a cambagem pode ser um trabalho “faça você mesmo”, mas é melhor fazê-lo direito.

Isso não quer dizer que os erros causam acidentes graves, mas isso terá um impacto negativo nos pneus.

A cambagem vai desgastar os pneus. Se for mal feita, irá desgastar os pneus muito mais rápido.

E isso não é bom sob nenhum aspecto.

Você só precisa olhar para o preço dos pneus para saber que a cambagem ainda é muito melhor.

Qualquer oficina mecânica capacitada e treinada possui o equipamento necessário para obter um trabalho de precisão de alinhamento feito corretamente.

Além disso, eles podem fazer todo o resto. A configuração de curvatura é apenas parte do trabalho.

É melhor pagar pelo zelo do que pela falta do mesmo.

Então, siga a dica: leve seu carro em um mecânico de sua confiança.


O Quanto de Cambagem Você Quer para o Seu Carro?
Bom, já falamos sobre o que é cambagem, mas como definir o seu nível?

Depende do tipo da configuração de suspensão de seu carro.

Os carros com suturas esportivas precisam de uma quantidade significativa de curvatura estática negativa.

O que acontece é que eles têm apenas um ganho de curvatura moderado sob compressão quando comparado a um carro com braços de controle de comprimento desigual.

Quando combinado com o efeito do rolo do corpo, o resultado final geralmente é menos curvado do que o desejado.

Isso exige, portanto, a adição de curvatura estática adicional.

Carros com suspensão de braços desgastados de comprimento desigual ou multi-link não exibem essa lacuna.

Eles são projetados para ter uma taxa mais rápida e progressiva de ganho de curvatura negativa durante as curvas.

Quando Sei Que É Muita Cambagem?
Como determinar que configuração de curvatura produz um patch de contato uniformemente aplicado?

Isso pode ser feito através da medição do calor no interior, no centro e na parte externa do patch de contato do pneu.

Ao usar um termômetro, é possível determinar se um lado do pneu está sendo usado mais ou menos que o outro.

De um modo geral, o interior do pneu deve estar 10 a 15 graus mais quente do que o exterior, dependendo da pista e dos pontos de medição da temperatura.

Se o interior é extremamente quente do que o exterior, há muita curvatura negativa.

Quando ela estiver presente com as rodas dianteiras, o efeito é a capacidade de travagem diminuída.

Quando os pneus traseiros exibem muito curvatura negativa, o efeito se dá na capacidade reduzida de aceleração limpa nos cantos.

O inverso, a curvatura positiva excessiva, aparece como uma inversão da propagação de temperatura acima mencionada.

O exterior é excessivamente quente e usa muito mais rápido do que o interior do pneu.

É por isso que o rolo excessivo deve ser limitado com barras anti-roll – barra estabilizadora que faz toda a diferença na aderência e agilidade de um carro.


Qual O Valor Médio?
Como não poderia deixar de ser, é importante pesquisar
Os valores podem variar um pouco, mas não devem passar de R$ 400,00.

Você pode encontrar alguns por menos de R$ 100,00, mas foge um pouco da média de mercado. Nesse caso, é por sua conta e risco.


Como Fazer a Cambagem de Pneus?
Se você entendeu o que é cambagem e acha que pode fazer com as próprias mãos, aí vão algumas dicas.
Para fazer ajustes em um carro de suspensão MacPherson, você deve adicionar placas de curvatura. É uma maneira segura, fácil e econômica de fazê-lo.

As placas de cambagem usam uma montagem superior ajustável.

Ela desloca o suporte de choque superior para uma placa de retenção que desliza lateralmente em uma trilha. Como o suporte se liga diretamente ao cubo, é possível ajustar a curvatura da montagem superior. Basta deslizar o ajustador em direção ao centro do carro para aumento de curvatura ou para fora por menos.
Os parafusos de cambagem são outra forma econômica de ajustar a cambagem facilmente. Mas é interessante observar que os parafusos da cambagem são excêntricos. Isso significa que eles têm um lobo desenhado que altera ligeiramente a posição horizontal da articulação do punhal, modificando assim o ângulo da cambagem. Os parafusos da cambagem também são chamados de “parafusos de impacto”, porque eles são usados para alinhar carros que foram curvados em um acidente de trânsito. Devido ao seu design, eles são mais finos do que os parafusos padrão e podem ser mais fracos, o que é sempre um risco. Então, é importante se certificar de que os parafusos de curvatura são de alta qualidade e provêm de um fabricante com boa reputação.

Segurança em primeiro lugar, sempre.


Cambagem Em Outros Carros
Para carros com uma configuração de braço A de comprimento múltiplo ou desigual, o “choque/strut” não controla diretamente cambagem.

Para mudar a cambagem nos carros com essas configurações de suspensão, uma das duas coisas precisam acontecer:

1.Os pontos de montagem de um braço de controle precisam ser movidos.

Isso geralmente é realizado em suspensões de fábrica, girando um parafuso excêntrico que carrega os pontos de montagem do controle-braço para chassis.

2.O comprimento de um (ou ambos) dos braços de controle precisa ser alterado.

Seja avisado que alterar o comprimento de qualquer dos braços de controle significativamente afetará o ganho de curvatura durante a suspensão, além da cambagem estática.

Em caso de carros mais antigos, se deve usar atrás do ponto de montagem do braço-controle.

A explicação é que não há peças suficientes no mercado brasileiro.


Outros Cuidados Que Você Deve Ter Com Seus Pneus
Saiba alguns cuidados que você deve ter além da cambagem
Agora que já falamos sobre o que é cambagem e como fazer, vamos lembrar de outros cuidados importantes com os pneus.

Verifique os pneus de seu veículo uma vez por mês
Nem sempre você irá notar que os pneus de seu veículo estão desgastados ou danificados.

Por isso, inspecione os pneus traseiros e dianteiros regularmente.

Isso ajuda a identificar e atacar qualquer tipo de dano, o que evita problemas súbitos.

À parte isso, tenha sempre um profissional de confiança para inspecionar seus pneus todos os anos e garantir sua segurança e de seus passageiros.

Certifique-se de que a pressão do ar está nos padrões
Dirigir um veículos pelas estradas, ou perímetro urbano, sem as pressões corretas, com certeza irá afetar o manuseio e a frenagem.

Em locais que possuem condições úmidas, isso irá afetar e comprometer diretamente a sua segurança e a dos demais atores no trânsito.

Conduzir com pneus severamente sub-inflados pode causar acúmulo de calor e, eventualmente, uma falha prematura.

Verifique a pressão dos pneus a cada 15 dias e também antes de uma viagem.

Esteja sempre ciente da capacidade de carga
Não exceda a capacidade de carga do pneu. Se isso ocorrer, o acúmulo de calor tende a ser excessivo.

E a consequência? Pode acabar em uma súbita destruição do pneu. Sabe quando você vê pedaços de pneus de caminhão na pista? Agora já sabe a razão.

Altas velocidades prejudicam o pneu
Em velocidades mais altas, os pneus têm maior chance de serem danificados por riscos na estrada ou acúmulo de calor.

Velocidades elevadas também podem contribuir para a rápida perda de ar ou mesmo uma explosão súbita de pneu. E isso, é claro, pode acarretar a perda de controle do veículo.

Nem é preciso dizer o quanto tal cenário representa riscos.

Use seu estepe
Se você identificar algum dano em um pneu ou roda, substitua-o pelo pneu sobressalente. Depois, verifique o problema junto a um profissional de confiança. Em bom português: o estepe existe para ser usado.


A Importância De Cuidar Bem Dos Pneus
Cuidando bem do seus pneus, você pode prolongar a sua vida útil. Isso, por si só, já representa uma economia importante.

Ações simples, como verificar a pressão dos pneus para se certificar de que estão devidamente calibrados, podem fazer uma diferença real na sua durabilidade.

Os pneus inferiores ou super inflados não se desgastam uniformemente e não durarão tanto tempo. Por exemplo, um pneu consistentemente 20% inflado pode durar 20% menos.

Isso significa que um pneu que normalmente deveria durar 60 mil quilômetros, seria gasto por 48 mil quilômetros.

Além disso, uma vez que os eixos dianteiro e traseiro e os lados direito e esquerdo do seu carro usam os pneus de forma diferente, fazer o rodízio é uma boa ideia.

Realizar isso entre as diferentes posições garante que o desgaste será uniforme, além de contribuir com a sua vida útil.

Pode economizar dinheiro com combustível
Os pneus sub-inflados são uma das maiores causas do uso de excesso no consumo de combustível. Você sabia disso? O que acontece é que eles têm maior resistência ao rolamento. Na prática, isso significa que é preciso mais esforço do motor para mover seu veículo.

Garante sua segurança
Seus pneus são o único ponto de contato que seu veículo tem com a estrada. Então, eles precisam estar sempre em bom estado de trabalho para garantir sua segurança. Não se descuide dela.


Vida Útil do Pneu
Agora que você aprendeu o que é cambagem, vamos conferir mais sobre a vida útil dos pneus
Quando você precisa substituir seus pneus? Normalmente, nós esperamos que o carro rode em torno de 50 mil quilômetros para efetuarmos a troca, mas a vida do pneu depende de muitos fatores. Entre eles, estão:

A qualidade do pneu

A classificação de treadys, que corresponde a um grau de desgaste esperado

O tipo de veículo em que ele está montado

Como o veículo é conduzido

Os pneus de desempenho podem segurar como sanguessugas no pavimento seco, mas tendem a se desgastar mais rápido do que os pneus com menor resistência ao rolamento.

Se você dirigir seu veículo como você estivesse fugindo da polícia, também usará os pneus mais rápido.

Conduzir durante períodos prolongados em pneus sub-inflados reduz o tempo de vida, assim como dirigir um veículo cujas rodas estão fora de alinhamento.

Se você nunca ou raramente tiver feito o rodízio dos seus pneus, isso também pode acelerar o desgaste, especialmente os pneus montados na frente de um veículo com tração dianteira.

Eles não só carregam a maior parte do peso do veículo, mas também a maior parte da carga nas paradas de frenagem.


5 Dicas Adicionais
Você não precisa gastar ricamente em pneus, mas também não deve comprar automaticamente os mais baratos.

Os pneus são a única parte do seu veículo que devem tocar no chão; então, certifique-se de que eles estão cumprindo bem a tarefa.

Escolha pneus que possuam altas calhas de tração.

Tenha em mente que os pneus de desempenho com classificações de velocidade mais altas podem não durar muito.

Uma combinação equilibrada de tração úmida, conforto de passeio, baixos níveis de ruído e uma alta classificação de treadys provavelmente será sua melhor aposta.


Conclusão
cambagem conducao segura
Agora, você já sabe o que é cambagem, como fazer e para que serve!
Para quem considera seriamente o potencial de desempenho do seu carro, cambagem é um assunto que não deve ser negligenciado.

A sensação de maior aderência e equilíbrio ajuda na condução segura do veículo.

Como a maioria dos carros de rua não foram projetados com a pista de corrida em mente, suas configurações de curvatura são um pouco conservadoras.

Isso garante o desgaste uniforme dos pneus em condições normais de condução.

Mas os ajustes de curvatura podem tornar um carro significativamente mais ágil.

Como aprendemos, ao considerar os ajustes de suspensão, é importante ter em conta o design dela.

Mas o mais importante: use uma abordagem científica para determinar qual tipo de cambagem é apropriado para o seu carro.

Como vimos, a adição de uma cambagem negativa permite velocidades de curva mais altas e um sentimento mais progressivo ao limite de adesão.

Mas isso pode levar ao desgaste prematuro dos pneus, enquanto que a curvatura incorretamente ajustada pode resultar em instabilidade e tração reduzida.


Fonte: Doutor Multas

Atalho para texto original: https://doutormultas.com.br/cambagem/